domingo, 27 de maio de 2012

Viajandão na Turíngia



Desde que chegamos  na Alemanha,a pergunta que mais ouço, principalmente de brasileiros, é:

-Vocês estão morando em que cidade da Alemanha?
 Frankfurt? Monique? Berlim? Bonn?
-Nanananão. Moramos em Jena.
-Viena? Pensei que Viena fosse na Austria.
Pausa dramática ... Sheila respira e explica:
-Não, moramos em  JENA. Escreve-se com J, mas lê-se como se fosse um I. Fala-se IENA .É uma cidadezinha no centro leste alemão, no estado da Turingia
-Ah, tá... – agora a pausa  dramática é para meu interlocutor, imagino com ares de desolação.

     Depois de ouvir o diálogo acima algumas dezenas de vezes,  resolvi criar vergonha na cara   fazer alguns post para compensar minha celeuma  e falar  um pouquinho do estado da Turingia, Jena e outras cidades da região. A ideia  é desmistificar um pouquinho essa minimização do país, pois assim como  a  idéia  dos estrangeiros sobre o Brasil  é de que só existe Rio de Janeiro, São Paulo e  Buenos Aires ( capital do Brasil no imaginário cômico) há também vida e cidades fantásticas além dos grandes centros alemães. A Alemanha é muito mais que quatro cidades, é um país com estados distintos culturalmente e cheios de sotaques, assim como o Brasil. Então, vem comigo conhecer um pouquinho da Thuringia, o estado onde a familia trapo mora, vem!


Thüringer


  A Turíngia é um dos 16 estados federados da Alemanha chamados de Länders, e encontra-se na região centro-leste do país. Fica equidistantes de quase todas as cidades mais conhecidas, em torno de 3 horas de via terrestre (trem ou autobahn)  para qualquer ponto da Deutschland.
                                                              

 E fica do ladinho de países como a República Tcheca, (Praga fica a 4 horas de trem), Austria e Polonia.   Possui como principais cidades Erfut, que é a capital do estado, Weimar ( lembra dos livros de história do teu professor do 2º ano que falava sobre a República de Weimar), Jena, polo científico-tecnologico e Eisenach, cidade natal de Johan Sebastiam Bach. Quer saber mais sobre a Turíngia? Clica  aqui  e aqui,



Historia Da Turíngia

O estado é conhecido por ter sido o epicentro de vários episódios históricos e culturais, que modicaram drasticamente a história e a cultura da Alemanha. Como  a Reforma Protestante do filho pródigo turingiano Martim Lutero, que transformou o estado no centro das disputas políticas e religiosas no século 16. Lutero traduziu o Novo Testamento do latim para o alemão clássico no castelo Wartburg  em Eisenach.


                                          Wartburg Castle


Foi também berço do classicismo Alemão, quando o  duque Carl-August von Sachsen   de  Weimar-Eisenach (1757–1828),  levou para sua corte grandes nomes das artes e da literatura alemãs da sua época, em especial Johann Wolfgang von Goethe e Friedrich Schiller. Posteriormente, Franz Liszt viveu e trabalhou em Weimar, bem como  o filósofo Nietsche. O estado, no  século 18 viveu seu grande apogeu cultural e as cidades da região conservam até hoje o charme da época, com prédios antigos e ruelas que datam da Idade Média, quando a Alemanha fazia parte do Império Romano-Germanico.

                                          Erfut, gravura medieval

 Na florestas da Thuringia, um das maiores áreas verdes  da Alemanha  ( o estado é conhecido como o coração verde)  aconteceram  grandes batalhas como as Guerras Napoleonicas.

 
                                                                                                                                     Guerras Napoleônicas, Turíngia


Na história recente, uma episódio triste, com o campo de concentração Buchenwald, onde morreram  mais de 50 mil pessoas vítimas do nazismo e que está aberto a visitações...

                                                                                   Buchenwald


Escola de Bauhaus


Essa  é para os  comunicólogos, como euzinha, fazer um remember e lembrar de Bauhaus, das aulas de comunicação visual.  Pois a  famosa escola  nasceu na Thüringia, mais precisamente em Weimar, onde  Walter Groupius criou em 1919  a Escola de Bauhaus.


 Para quem não é da área de comunicação, design, artes ou arquitetura, Sheiloca explica:  a Escola de Bauhaus simplesmente modificou a estética da arte, do design e a da arquitetura alemã ( e não só da alemã, mas a estética mundial) com seu modernismo vanguarda e funcionalista. Utilizando o expressionismo como linguagem, a Bauhaus é marcada por inserir formas limpas e geométricas, cores básicas, geralmente o preto e o branco,  destacando-se  dos modelos  burgueses vigentes da  época.

                                             Bauhaus Bike

A escola influenciou também a tipografia, mostrando que as fontes poderiam ser de estilo bem simples, sem serifa, sem letras maiúsculas e sem formas muito complexas, com um design moderno e de fácil leitura.. Aproximando assim a informação a todas classes sociais ( a leitura ficava mais fácil).


Tipografia Bauhaus

Além de  Groupius, professores de destaques da escola foram  Kandinsky e Paul Klee. Bem, não preciso dizer que todo esse movimento gerou um  grande conflito como partido socialista (nazista) que tomava o poder na Alemanha. Mas isso já é uma outra história...

Ora, Salsichas


   Alemão adora salsichas, fato. Mas é mais que isso, eles tem verdadeira adoração pela dita cuja.  Daí  que  as melhores salsichas  da  Deuschtland são  as salsichas da Turingia, chamadas de Thüringer Rostbratwurst.  É quase como uma entidade da região, e pode ser até mesmo considerada, já  que a receita tem mais de 600 anos (o recibo mais antigo da wurst turingiana data de 1404).
 Enfim, falou em Turingia, falou em salsichas de qualidade e variadas. É um orgulho tão grande que quase vejo coraçãozinhos saindo dos olhos dos Deuscht  turingianos ao falar delas. Quase como a carne e o churrasco dos gaúchos, tem todo um rito para prepara-las, do tipo de carvão a posição que ela fica no gril deles... Ah,  e eles passam molhando a dita com cerveja ou com água enquanto que assa. Resultado?Comemos salsichas por aqui dia sim e outro também...





Turismo Verde

 Eu contei para vocês que a os alemães são  ecológicos, não?  Pois bem, essa ideologia traduz-se  na proporção de área verde que é alta para um pais territorialmente pequeno.


Para você ter uma idéia quantitava, 51% do território alemão é de área rural, 30% é de floresta  contra somente 7% de área urbana. Tá, você me diz, mas não fecha a conta aí, Sheilouca, tá errado! Tá errado não amado, é que o restante de 6% do território é ocupados pelos rios. Ou seja, um terço da Deutschland é somente de florestas, sendo que essa área continua  nessa  proporção desde o século 16. Um bom exemplo para o Brasil, não é?

                                             Floresta Turingia
                                            
  O estado  da Turingia,  é considerado o coração verde da Alemanha, com suas densas florestas intocadas.  A floresta da Túringia é o principal lugar para caminhadas na Alemanha, atraindo visitantes  com uma enorme quantidade de parques e florestas perfeitas para o turismo ecológico.
Trilha Floresta Turíngia

Complexo hoteleiro Floresta Turíngia

 São centenas de trilhas para  caminhadas (nordic walk e geocaching), para bicicletas e mountain bike,  escaladas e esportes aquáticos  somando mais de 16.000 km de caminhos sinalizados, repletos de hoteis e pousadas típicas para os fora de forma, ops, para quem quer dar uma descansadinha entre uma caminhada e outra.
   E é no inverno que a região mais recebe visitantes, com programação  intensa de esportes de inverno como o esqui. Oberhof é a estação mais famosa.
                                          Floresta Turíngia



                                          Oberhof

Enfim amigos, se você vai vir para a Alemanha, meu conselho é separar uns dois dias para conhecer o encantador estado da Turíngia. Apesar de não ser tão conhecidos como o estado saxão e o bávaro, esse antigo pedaço da República Democrática da  Alemanha, conhecida como Alemanha Oriental, vale todo esse tempo ao conseguir  fazer a mistura perfeita entre hístoria, cultura, preservação e natureza  esplendorosa... Dá um confere em alguns pontos famosos turingianos nas fotinhos aí embaixo e concorda comigo, vai...



Castelo Belvedere, Weimar




















                                                                                                                                                                                                  Ponte Habitada Kramerbruke, Erfut


                                                                                      Vista Jena



* Espero que tenham gostado dessa pequeno ensaio sobre a Turíngia. A partir de agora, sob  marcação Vianjandão, vou poder contar um pouquinho sobre a Alemanha, a Turingia, cidades e lugares  que passamos e conhecemos... vai ser muito bom poder compartilhar isso com vocês. Mas claro, sem perder o bom humor, tá?

                                               Viajandão no Mala e Cuia na Alemanha

6 comentários:

  1. Olá... maravilhoso este post. Fiquei ainda mais encantada por esse país. Bonito mesmo. E bem como tu disseste, somos acostumados a olhar sempre para os mesmo lugares e já nos acostumamos com isso. É quase automático, quando falamos em Alemanha, pensarmos em Bohn, Berlim, etc. E esquecemos que o país tem vários estados, diferentes paisagens e culturas, tal como no nosso Brasil. Abraços...

    ResponderExcluir
  2. Pois é Ana Isabel. Odeio esse minimização das coisas,de maneira geral... falando de Brasil, ou Alemanha, ou qualquer outro país. É meio cultura de massa, simplificar para encaixar em 30 s porque depois tem que entrar o comercial.Mas fico tri feliz por ter gostado do post! Tschüss!

    ResponderExcluir
  3. Adorei conhecer Turíngia e Jena. Obrigada pelo post.

    ResponderExcluir
  4. Amo essas cidades alemães. Além de belas tem muitas histórias. Obrigada pelo post.

    ResponderExcluir
  5. Adorei conhecer um pouco mais da Alemanha através de você.
    Muito obrigado

    ResponderExcluir
  6. como chego a esse lugar de outras cidades da alemanhã? qual a mais próxima, porque vou do brasil, devo escolher o voo pra onde?

    ResponderExcluir